Home | Artistas | News | Serviços | Contato

CLAUDIO SOUZA PINTO

Trabalhos | Filmes | Histórico

APRESENTAÇÃO

Cor, humor, criatividade e refinamento nas pinturas que Claudio Souza Pinto.

“Não somos o que realmente queremos ser, e sim o que a sociedade nos impõe... o teatro da vida”.

Para o artista, a vida é um grande teatro. Como parte dele, as pinturas revelam os sentimentos do ser humano sob as Máscaras do Cotidiano.

As vestes coloridas, traçadas com boa dose de sensibilidade e humor, representam os sentimentos. Ao invés de rostos, máscaras. Ao invés de corpos, comportamentos são evidenciados.

É nesse contexto que foram criadas as obras de Claudio Souza Pinto.

O que você diria disso? O que você acharia ao ver alguém andando por aí com uma máscara no rosto e, ao se aproximar, percebesse que atrás da máscara não há nada? Nem rosto, nem cara, nem cabeça, nem coisa alguma.

Como é o ser humano quando “tira a roupa?” Como é você quando não tem ninguém olhando? Você existe? Você é de verdade? Ou por trás das aparências, dessas aparências que você mostra às pessoas, você também não é ninguém?

Os quadros de Cláudio Souza Pinto são assim. Não há nada além de roupas, chapéus, sapatos, máscaras. Ele pinta muitíssimo bem os gestos, os movimentos, os trejeitos, os volumes corporais e as posturas... de ninguém.

Nos quadros dele os seres humanos são ilustres desconhecidos. Só se sabe das suas aparências. Dos seus movimentos visíveis.

Há todo um vasto teatro nesses quadros, há inúmeros personagens, há uma série de representações cada qual mais socialmente conhecida e mais culturalmente comum, e, no entanto, não há ninguém.

Os atores não existem. Só os personagens. As pessoas não estão lá. Como se já tivessem ido embora quando Cláudio as pintou, ou como se ainda não tivessem chegado.

As telas de óleo sobre linho – o próprio artista as confecciona – são inéditas e têm dimensões que variam entre 100 x 80 cm e 180 x 90 cm.

Nesse universo, Cláudio apresenta as pinturas, frutos de uma linguagem que "conversa" ou "brinca" com o observador.

O forte contraste entre as cores evidencia a harmonia e a profundidade das obras, característica que mexe com os sentimentos de quem as vê.

"Pinto as vestes do ser humano, pois a sociedade só dá valor à aparência. Só que estas camuflam sentimentos", conceitua o artista.

Para ele, as máscaras são mais do que frutos da criatividade. Elas são as situações que todo mundo enfrenta.

"Todos nós temos diferentes máscaras de comportamento, que surgem de acordo com a ocasião", diz.

A crítica às regras ditadas pela sociedade, que valoriza as pessoas pelo o que elas têm e não pelo que pensam ou fazem, recebe também um tratamento bem humorado e poético.

"Caracterizo minhas telas como sendo de grande sensibilidade, leveza e alegria, mensagens que todos podem compreender", comenta sobre as figuras que atentam para situações corriqueiras, que resultam de sentimentos como amor, fracasso e dor.

Após passar as ideias para a tela, ele decide as cores que utilizará. "Não me preocupo em combiná-las, quero que elas vibrem apenas", explica sobre a escolha que nada tem a ver com os padrões estéticos convencionados.

"Nas roupas também mistura muitas estampas", acrescenta.

Suas obras podem ser vistas em Fundações de Arte, em Sevilla - Espanha, Itália, e em galerias internacionais como Londres, EUA, Franca, Portugal, mas o sucesso maior está sendo no seu país - o Brasil!

Hoje, artista já reconhecido internacionalmente, foi premiado na Bienal da Turquia, nos EUA, e em sua recente Exposição no Louvre, foi escolhido como melhor artista em pintura de 2011.

As próximas exposições serão no Rio de Janeiro no Copacabana Palace, na Chic Evolution - Atlanta - USA - Paris , Londres e Dubai

HISTÓRICO

Nasceu em São Paulo em 1954. Graduado em Desenho Industrial - Universidade Mackenzie - São Paulo Brasil

Especialidades

  • Desenho
  • Escultura (Pedra e Madeira)
  • Fotografia
  • Modelagem (Cerâmica)
  • Maquete
  • Ilustração

Exposições

1992

  • Opera Garnier de Paris, No. 8 Rue Scribe - Paris - França
  • Les Bains, No. 7 Rue du Bourg L’Abbe - Paris - França

1993

  • Les Bains, No. 7 Rue du Bourg L’Abbe - Paris - França

1995

  • Les Bains, No. 7 Rue du Bourg L’Abbe - Paris - França
  • Doobie’s No. 2, Rue Robert Estienne

1996

  • Les Bains, No. 7 Rue du Bourg L’Abbe - Paris - França

1997

  • Galeria Espaço Mirante 1997 - São Paulo - Brasil
  • Salon de Otono - Espacio Branly - Eiffel - Paris - França

1998

  • Espaço Cultural Brasília - Caixa Econômica Federal - Brasil
  • Banco Francês Brasileiro - Agencia Alphaville - São Paulo - Brasil

1999

  • Conj. Cultural da Caixa Econômica Federal de Rio de Janeiro - Brasil.

2000

  • Galeria Centro de Convivência de Campinas - São Paulo - Brasil

2001

  • Conj. Federal da Caixa Econômica Federal de Salvador - Bahia - Brasil.
  • Espaço Cultural Bayer, São Paulo - Brasil.
  • Academia Brasileira de Arte Cultura e Historia –Coletiva - Casa da Fazenda - São Paulo  - Brasil
  • Conj. Cultural da Caixa Econômica Federal de São Paulo - Brasil
  • Chapel School Art Show - Coletiva - São Paulo - Brasil

2002

  • Café Jornal - Individual - São Paulo - Brasil.
  • 32 Festival de Inverno - Campos de Jordão - Coletiva-Brasil
  • X Festival de Artes de Itu - Coletiva - Brasil
  • Chapel School Art Show - São Paulo - Brasil
  • Atrium Cultural Centro Comercial Plaza - artista homenageado - São Paulo - Brasil

2003

  • Casa Da Fazenda do Morumbi - Coletiva– São Paulo - Brasil
  • Conrad Resort & Casino - Punta Del Este - Uruguai - artista homenageado
  • Brazilian - English Center - XVII Art Exhibition - São Paulo - Brasil
  • Chapel School Art Show - São Paulo - Brasil
  • Graded School - Sao Paulo - Brasil

2004

  • Guest of the 5th Biennial International Exhibition in Rome - Italy
  • Grand Hyatt Hotel of São Paulo - Coletiva - Brasil
  • Espaço Acqua - Individual - São Paulo - Brasil
  • Espaço Cultural da Câmara dos Deputados - Brasília - Brasil
  • Exposição de Arte Internacional de Padova - Itália
  • Fundacíon Focus-Abengoa - premiação e aquisição da obra - Sevilha - Espanha

2005

  • Exposição Coletiva - Grand Hyatt Hotel - São Paulo - Brasil
  • Gabriel Galeria de Arte - São Paulo - Brasil
  • Exposição Plaza de los Venerables - Sevilla - Espanha
  • Galeria de arte Mizrahi - São Paulo - Brasil
  • New York gallery - São Paulo - Brasil
  • Fundação Focus Abengoa - expôs. Coletiva - Sevilla - Espanha
  • Exposição Individual - Casa da Fazenda do Morumbi - São Paulo

2006

  • Tão Seguida - Centro de Arte - São Paulo - Brasil
  • Mostra Hotel Sete Voltas - São Paulo - Brasil
  • Hilton Hotel - Galeria Canvas - Morumbi - São Paulo
  • Robert Philips Gallery - London
  • Blue Tulip Gallery - Windssor - Londres ( junho )
  • Off Bienal 2 - MUBE - São Paulo
  • Ethon Gallery - London
  • Casa Velha - Quinta do Lago - Algarve - Portugal

2007

  • Artexpo Las Vegas - USA
  • Nan Miler Gallery - NY

2008

  • Artexpo NY - Nan Miller Gallery
  • Exposição Individual - Chalk Farm Gallery - Santa Fé – NM- EUA
  • Onessimo Fine Art - Palm Beach - Miami

2009

  • Convidado Biennale de Chianciano - Toscana - Itália
  • Chapel Art Show - SP
  • Exposição Coletiva- Holidy Inn Park Anhembi - SP
  • Biennale of London - Gagliardi Galery - UK
  • Bienal do Livro - Os melhores da Arte Brasileira - ICSA - SP

2010

  • Exposição solo Galeria Romero Britto - SP
  • Revista Elite Arte - Coletiva - SP

2011

  • Espaço Cultural Infraero - Aeroporto de Guarulhos - SP
  • Individual - Galeria HA - BH
  • Bienal Izmir - Turquia - Convidado e Premiado
  • Espaço Galeria 3058A - SP
  • Prêmio Pintura - Art Fusion Galleries - Miami - FL - EUA
  • Exposição Coletiva - Bahiarte Galeria - Londrina - Paraná
  • Exposição Individual - Espaço AZ - SP
  • Exposição Coletiva Artes Figueiredo - Galeria Sergio Caribe - SP
  • Chapel Art Show - SP
  • Carroussel du Louvre -Paris -FR

2012

  • Art Delight - Rio de Janeiro
  • Blue Tree Premiun – Solo Show
  • Chapel Art Show - SP
  • New York Gallery - SP
  • Casa de Cultura Ilhabela - SP
  • Chic Evolution in Art - Atlanta

2013

  • Imaginarium - Mestiço - SP

TEXTO CRÍTICO

Reino Encantado

Imaginar e criar são palavras essenciais no universo plástico de Claudio Souza Pinto. Num primeiro momento, está a capacidade de ver o mundo de outro mundo e, na sequência, o fascinante exercício de construir figuras e situações que se validam pelo criar um universo paralelo e misterioso, mas não totalmente distante do conhecido.

O esmero técnico caminha ao lado da habilidade de expressar fantasia numa mescla de influências que apresenta traços da commedia dell’arte, mas com um sabor carnavalesco acentuado pela maneira como os personagens não tocam os pés no chão e, muitas vezes pela destruição de partes do corpo em esfacelados movimentos circulares.

A alegria de viver se faz presente junto ao tom derrisório do que se costuma chamar de real e a um processo alimentado pelo sonho. As imagens provêm de uma esfera em que tudo pode acontecer, alimentado por uma coerência interna em que a fantasia rege a orquestra de pintar um reino encantado.

A maestria do artista reside num fazer que se distingue por elos visuais entre os trabalhos que geram uma família plástica a ser vista de sentidos sempre prontos a captar o inusitado e o belo. O desafio do observador está em ingressar nesse universo desarmado da lógica instituída. Assim, um novo e maravilhoso pensar se instaura.

Oscar D’Ambrosio - Doutorando em Educação, Arte e História da Cultura na Universidade Mackenzie, é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp. Integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil)

©2007-2017 Eduardo Esteves Arts Management  •  Todos os direitos reservados

 

eeam home